Piauí: soldado é preso em Piripiri

Soldado PM é preso de forma arbitrária em Piripiri

Uma boa parte da população tem a policia militar como uma instituição onde a hierarquia é levada as ultimas conseqüências, e muitos superiores se valem de sua patente para abusar de pessoas com postos mais baixo, como por exemplo, o soldado que esta na base, no alicerce da corporação.
No programa Patrulha do “cumpade Pádua” exibido pela TV Meio Norte percebemos mais um dos muitos abusos cometidos pelos superiores da policia militar. Um soldado ao se dirigir ao Tem Cel Dario, para saber sobre suas diárias referente ao período do carnaval, foi brutalmente violentado em sua moral. O Tem Cel o chamou de moleque(fala do proprio soldado em entrevista ao cumpade Pádua), que não valia nada, que era um irresponsável fora outros adjetivos torpes, que não deveriam ser proferidos por um cidadão que esta a frente da coorporação.
O mais estranho ainda esta por vir, o soldado procurou o Tenente Cel Dário, porque o comandante já havia recebido da prefeitura de Piripiri-PI um cheque no valor de R$ 5.000,00 referente a diária dos soldados.  E mais relevante ainda, o Soldado tem a copia do cheque de uma conta da Caixa Econômica Federal e um recibo onde comprova que o comandante realmente recebeu o dinheiro da prefeitura, só que não passou os valores aos seus subordinados os valores que cabiam a cada um receber.
Diante da situação, o tem cel Dario, prendeu o Soldado por reivindicar, por buscar seus direitos e seu dinheiro, trabalhando e suado, tirando plantões em pleno carnaval.
O soldado em entrevista ao apresentador “cumpade Pádua” apresentou copia do cheque, e mais recibo que comprovam o recebimento dos valores pelo Tenente coronel Dario. Então não há nada que justifique este cidadão estar preso, quem deveria estar preso é quem fez uso indevido do dinheiro dos soldados que trabalharam para receber este valor.
Por telefone o Oficial Sá Jr disse ao apresentador, que será aperta sindicância, processo administrativo para investigar o caso. Aí todos nós já sabemos o que acontecerá. O pobre soldado no mínimo sofrerá uma tortura psicológica, terá também alguma punição sendo privado de sua liberdade como já esta, e a população mais uma vez ficará alheia ao desfecho do caso, e o Oficial por trás de sua patente mais uma vez ficará impune.
No Brasil, principalmente no meio político e publico em geral, quando acontece alguma coisa com oficiais, funcionários de alto escalão e políticos de peso, é sempre a mesma coisa: será aberta uma sindicância, ou processo administrativo para investigar o caso, e nunca mais a população fica sabendo de nada. Uma verdadeira vergonha. E no meio militar isto já é bem conhecido, só é punido soldado, cabo e talvez sargento.
Outra coisa surpreendente foi a omissão do compadre Pádua, ponderando nas palavras e jogando a brasa nas costas do soldado PM, parece que depois que foi demitido da TV Antena 10, ele aposentou a marreta, a cabaça d’água e a Língua afiada que ele tinha. O Soldado mostrou compadre Pádua, as provas de que o tenente cel havia recebido o dinheiro dos soldados, o que o Senhor precisaria mais para soltar o verbo em cima desse pessoal? É só porque se trata de Caciques da Policia Militar? A Ditadura já passou, o senhor não será torturado por isso não.
Estão vamos nós, cidadão, jornalistas ou não, exigir mais respeito com aqueles que nos protegem e nos proporcionam segurança. Quem estar nas ruas protegendo a população, as vezes expondo os peitos na frete de bala não são os oficiais da PM, são os soldados PM, esses verdadeiros heróis da sobrevivência. É isso mesmo, porque para estar em uma atividade como essa, perigosa e ao mesmo tempo honrada,  e manter-se motivado recebendo apenas R$ 1.000,00 reais por mês, só mesmo sendo herói.
Fica aqui nosso repudio a forma ditatorial como essa instituição ditatorial e obscura, secreta trata seus homens e mulheres de base, os soldados.
Fonte: o melhor do Piauí

Comentário Soldadopi: Caro leitores, não vou dizer onde isso aconteceu mas, vejam só:

Qualquer semelhança é mera coincidência: Durante um curso de formação de soldados, um instrutor, a mando de um certo comandante, pedia a alunos que assinassem uns requerimentos de diárias em nome de outros policiais, e, em troca tinha boas notas na sua disciplina. Outro caso, que pode ser ficcção, dá conta que um comandante de unidade não dava os tickets alimentação pra os policiais do interior alegando que não tinha direito, ou só tinha direito a metade. Mas, voltando a ‘realidade’ o soldado reclama por seus direitos e é preso. Vamos continuar denunciando!

Artigos relacionados:

  1. PM do Piauí: soldado diz ser viciado em crack Soldado da Polícia Militar confessa que é viciado em crack...
  2. Piauí: soldado atropelado por viatura da PM INSEGURANÇA TOTAL: Coronel acusado de atropelar PM POLICIAIS NÃO VÃO...
  3. PMPI: a remuneração de um soldado Lendo o blog da RENATA, vi uma tabela que mostra...
  4. Piauí: e para onde foi a legalidade? Quando se imagina que se viu de tudo. A Polícia...
  5. Piauí: uma visão sobre a segurança pública Façamos uma observação sobre a segurança pública deste Estado. Não...

Uma ideia sobre “Piauí: soldado é preso em Piripiri

  1. O Tenente Coronel D**io é um Oficial acostumado a roubar. Na eleição de 2008 ele se apoderou de tickets pertencentes aos militares que iriam trabalhar na cidade de Altos e adjacências. Está respondendo IPM. Dificilmente não será arquivado.
    Obs: A Corregedoria da PMPI só aceita denúncia contra praça….rs

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>